Mais de 20 Personagens LGBTQ+ dos quadrinhos da Marvel e DC

Em comemoração a semana do Dia do Orgulho, estamos fazendo uma série de posts sobre o assunto e, após uma pesquisa feita em nosso Twitter @terranerdica pedindo para indicarem personagens LGBTQ+ dos quadrinhos da Marvel e DC, vou listar aqui e falar um pouco deles para quem quiser conhecer mais.

DC Comics

Batwoman e Renée Montoya

O universo do Batman é o da DC onde tem o maior número de personagens que entram nas definições não-hétero, especialmente se tratando das Aves de Rapina. A começar pela Batwoman que, ironicamente, foi criada após insinuações sobre Batman e Robin terem um relacionamento o que, só de terem pensado nisso seria abominável só pelo fato de que Dick Grayson ainda era criança na época (lembrando que isso foi na década de 50, né?). A Batwoman foi criada então para ser uma versão feminina do Batman e um possível interesse amoroso, mas depois foi definido que ela é sua prima Kathy Kane, por parte de mãe, e após o reboot Crise nas Infinitas Terras em 1987 a Batwoman foi recriada como homossexual e constantemente se envolvendo com a Detetive Renée Montoya.

E por falar na Detetive, esta foi uma personagem que já foi em si criada como homossexual. Renée é uma detetive da Polícia de Gotham e você já deve tê-la visto no seriado Gotham e no filme Arlequina e Aves de Rapina. No seriado Gotham, a detetive se envolveu com Barbara Kean, ex-namorada e futura esposa do Detetive Jim Gordon. A personagem já chegou a substituir Charles Victor Szsasz como o vigilante Questão. Aliás, falando em Aves de Rapina, aparentemente todas as participantes, incluindo a Canário Negro e a Caçadora, são no mínimo bissexuais.

Arlequina e Hera Venenosa

Arlequina é a personagem com o histórico de relacionamentos mais conturbado da DC. Todo mundo sabe que ela surgiu criada como uma namorada para o Coringa, em resposta por que também sofria insinuações sobre ser homossexual e ter atração romântica pelo Batman (O que pra gente é até verdade – risos). A personagem, após se livrar de sua Síndrome de Estocolmo com o Coringa, ao emancipar-se é ajudada pela vilã Hera Venenosa e acaba com ela criando um relacionamento. Arlequina também já se envolveu com vários outros personagens, tal como o Pistoleiro do Esquadrão Suicida, o que faz dela assumidamente bissexual.

Já Hera Venenosa sempre foi uma personagem muito sexual. Uma das formas de ataque dela é seu batom envenenado que ela usa para manipular ou matar seus inimigos sejam homens ou mulheres. Mas o único registro de um relacionamento sério que tivemos dela foi com a Arlequina, o que não a deixa menos bissexual, mas pelo menos conseguimos saber qual a sua preferência.

(atualizado)

A nova série em quadrinhos baseada na série animada da Arlequina trouxe novamente a relação das duas personagens, o que também será levado as telas da animação.

Mulher-Gato

Esta não foi muito trabalhada neste quesito, apesar da discussão sobre Selina Kyle ser bissexual ser antiga, principalmente porque ela já foi Dominatrix, tem pouco tempo que isto foi realmente assumido, mas mesmo assim, não temos muitos registros ou relacionamentos para tirar conclusão. O único relacionamento sério marcante que Selina teve foi com Bruce Wayne, o que não faz dela menos bissexual, é claro, mas sabemos sua preferência.

Constantine e Lúcifer

Não é de hoje que é dito sobre John Constantine ser pansexual – ele se assume pansexual, porque ele não faz distinção de gênero e temos relatos de envolvimento dele até mesmo com não-binários como na recente piada em Liga da Justiça Sombria: Guerra de Apokolips sobre o Tubarão Rei ser seu ex-namorado ou namorada. Ao mesmo tempo, sabemos que ele já foi casado com Zatanna Zatara.

Lúcifer Morningstar, tal como todos os outros demônios e anjos, é um ser cósmico que, apesar de assumir uma aparência masculina, não tem gênero. Como vemos nos quadrinhos e também na série de TV, Lúcifer gosta de se envolver com muitas mulheres, mas de vez em quando com homens também e algumas vezes com seres não-binários, tal como consta no histórico de John Constantine, o que faz dele também pansexual.

Lanterna Verde

Recentemente, mais precisamente 2012, a DC Comics esteve envolvida numa grande polêmica por transformarem o Lanterna Verde em homossexual, pois foi assim que a mensagem chegou a todas as mídias. Não a toa, o próprio programa Fantástico da Rede Globo transmitiu a notícia de que Lanterna Verde havia assumido que é gay, exibindo imagens do Ryan Reynolds como Hal Jordan no filme de 2011. Muita gente até hoje deve acreditar nesta informação que é na verdade errônea, pois, primeiro que não se trata de Hal Jordan, segundo que não foi um personagem que saiu do armário, mas sim, foi recriado desta forma. Trata-se de Alan Scott que é o Lanterna Verde original da Era de Ouro, que após o primeiro reboot da DC nos anos 60, foi transferido para a Terra-2 onde acabou se casando com sua namorada original e tendo uma filha, a Jade. Após ser recriado como o primeiro Lanterna Verde na Terra Nova após o reboot da Crise das Infinitas Terras, voltou a existir somente na Terra-2 após o reboot do Flashpoint em 2011 onde foi recriado como homossexual numa história incrivelmente interessante que envolve seu namorado num terrível acidente que o leva a se tornar o Lanterna Verde guardião da Terra-2.

Mulher Maravilha e as amazonas.

Não é novidade sobre os relatos de envolvimento sexual e amoroso entre as amazonas, aliás, vários autores lá relataram isto, inclusive envolvendo a Mulher Maravilha que recentemente entrou numa discussão sobre se assumir bissexual ou pansexual, porém, quanto a relacionamentos sérios já vimos a heroína se envolver com Steve Trevor, Superman, Batman e até mesmo com o Lobo da Estepe com o qual teve uma filha, mas não temos nenhuma menção clara se já namorou com alguma mulher ou não-binário ,o que não fez dela menos bissexual, mas com preferência assumidamente masculina.

(atualizado)

Superman

O filho de Clark Kent e Lois Lane, Jonathan Kent, é o novo Superman e já vem trazendo polêmica. Ao assumir o manto do pai de protetor da Terra após Clark sair em missão no Mundo Bélico, Jonathan conhece um colega de faculdade, Jay Nakamura, o jornalista e youtube secreto conhecido como A Verdade, que mostra ao novo Superman como ser o herói que o mundo precisa. Os dois acabam se aproximando mais intimamente, o que confirmou a bissexualidade de Jonathan Kent que já demonstrou interesse romântico por personagens de gênero masculino e feminino também.

Marvel Comics

Wiccano e Hulkling

Quando fala de representatividade homossexual na Marvel já se lembra logo de Wiccano e Hulking, principalmente por conta daquela polêmica envolvendo a Bienal do Livro do Rio de Janeiro com o Prefeito Marcelo Crivella que mandou recolherem a revista Vingadores: A Cruzada das Crianças por contar com uma página com o beijo entre os dois personagens. Wiccano é o filho da mutante Feiticeira Escarlate com o androide Visão e Hulkling é um membro dos Jovens Vingadores que, apesar de ser alienígena da raça Skrull, tem físico e aparência semelhante ao super-herói Hulk, sendo assim batizado como Hulkling. Os dois personagens protagonizam um dos casais mais fofos da Marvel atual.

Miss América

Mais um membro dos Jovens Vingadores é a personagem America Chaves que foi criada para ser uma versão feminina, jovem, abertamente homossexual e latino-americana do Capitão América, – substituindo outra Miss América, Madeline Joyce – mas com poderes similares aos da Capitã Marvel, a fim de ser a primeira personagem gay latino-americana a protagonizar uma história em quadrinhos. A personagem foi apresentada num universo paralelo utópico onde foi criada por duas mães que se sacrificaram para protegê-la da destruição de seu universo e viajou por vários universos até chegar na Terra 616, na qual são protagonizadas as histórias principais.

Mística

A personagem metamórfica que foi inicialmente vilã dos X-Men é uma das personagens mais interessantes, pois, tal como sua mutação lhe permite mudar de forma, Raven Darkholme já passou anos não só como mulher, mas também como homem, considerando-se genderfluid. Ao mesmo tempo, a personagem já se relacionou com homens e mulheres indiferente da forma que assumiu, sabemos que ela já se envolveu sexualmente com os X-Men Fera e Wolverine, também o vilão Magneto e o mutante Azazel, o demônio que veio a se tornar o pai do Noturno, e também já teve um longo relacionamento com a vidente Destino, assim sendo juntas as mães adotivas da mutante Vampira.

Estrela Polar

Mais um dos mutantes que protagonizaram cenas famosas só por serem homossexuais. A fim de realizar o primeiro casamento gay dos quadrinhos, Estrela Polar estrelou uma capa de uma edição famosa dos quadrinhos em que se casa com seu namorado Jyle Jinadu. Estrela Polar é um mutante da Tropa Alfa.

Homem de Gelo e Lince Negra.

Existe uma discussão sobre a sexualidade de Bob Drake, pois sabemos que ele já se envolveu com a Vampira e a Lince Negra e tinha uma certa fama de mulherengo, mas, ao mesmo tempo, é dito que ele sempre encobriu sua atração homossexual, cuja foi revelada somente em 2015. Apesar de noticiado como o Homem de Gelo saiu do armário consideramos o personagem bissexual, principalmente porque o personagem foi obrigado a sair do armário por conta de que a mutante Jean Grey descobriu seu segredo ao ser sua mente, apesar de não ter mais nenhuma menção a sua sexualidade depois disso.

E falando em bissexualidade dentro dos X-Men, na verdade, é bem comum, tal como sua própria ex-namorada Kitty Pryde também foi representadora da bissexualidade nos quadrinhos dos mutantes por muito tempo, fortemente militando por isto nos anos 90. Não a toa foi interpretada por Ellen Page nos cinemas. Homem de Gelo e Lince Negra vivem terminando e voltando e, apesar de atualmente separados, são o principal casal abertamente bissexual dos X-Men. Também existe a discussão sobre a bissexualidade da mutante Vampira, inclusive, se ela por algum tempo se relacionou com a Capitã Marvel, que também protagoniza discussões sobre sua sexualidade.

Wolverine e Hércules

Apesar de serem um casal homossexual em um universo alternativo da Marvel, cujo protagonizaram também uma das cenas famosas de beijo gay que foi polêmica só por ser um beijo gay, existe a discussão se os personagens são no mínimo bissexuais até mesmo no universo canônico. Sabemos que eles já se envolveram sexualmente com muita gente e, apesar de não ser claramente relatado, é possível que sua não-heterossexualidade seja recorrente não só em universos alternativos.

Colossus

E falando em universos alternativos, foi em Ultimate X-Men, versão dos quadrinhos dos mutantes criada por Mark Millar para o selo Marvel Ultimate que trazia os personagens atualizados para o Século 21, que o personagem Colossus era abertamente homossexual. Apesar do Ultimate Colossus ser muito querido, não se sabe se sua sexualidade foi mais tarde trazida para o universo canônico da Marvel.

Daken

Filho de Logan com Itsu, a namorada que o Wolverine teve no Japão, o personagem foi apresentado como vilão, mas mais tarde foi introduzido para a formação dos Vingadores Sombrios. O mutante já se envolveu com várias mulheres e também homens incluindo o Mercenário Bullseye, inimigo do Demolidor, o que faz dele abertamente bissexual.

Deadpool

O mutante da X-Force e do universo cômico da Marvel já se envolveu sexualmente e romanticamente com inúmeros personagens, dentre eles do gênero masculino, feminino ou até mesmo não-binários, sendo considerado assim pansexual e muito querido pela comunidade por isto.

Loki

Este não há dúvidas. Inspirado no jotunheilmiano e deus nórdico clássico Loki que já na Edda protagonizava divertidas histórias em que se transformava em outros homens, mulheres e até mesmo animais, também se envolvendo sexualmente com vários personagens e até mesmo se tornando mãe dando a luz a outros seres clássicos da mitologia nórdica, teve sua essência genderfluid mantida nos quadrinhos da Marvel, tal como sua pansexualidade.

Então estes foram todos os principais personagens LGBTQ+ que conseguimos lembrar dos quadrinhos da Marvel e da DC. É muito legal de ver como os X-Men não só discutem a representatividade racial, mas também de gênero e sexual. Faltou algum? Fale conosco através de nossas redes sociais @terranerdica e nos diga qual faltou e também se erramos em alguma informação e compartilhe com seus amigos e você gostou deste artigo para sabermos e fazermos muito mais artigos sobre o assunto!

Confira também o vídeo no Youtube:

 

 

Sair da versão mobile