Top 10 Animes da Temporada para começar a assistir na Quarentena

Aproveitei o confinamento para assistir alguns dos animes recentes que têm lançado e resolvi reunir aqui uma breve resenha sobre cada um deles, logo que vivem me pedindo para indicar alguns. Aliás, o serviço de streaming de animes, Crunchyroll, está oferecendo 15 dias de Premium para assistir de graça, é uma ótima oportunidade para quem está em casa e quer pôr em dia as animações. Realizei essa mesma resenha em meu Twitter pessoal @matheusvolnutt para quem quiser acompanhar esta e outras observações.

10. Super Dragon Ball Heroes

Apesar de ser muito controverso, inclusive entre os fãs da franquia, ainda mantém a popularidade em dia.

Durante o hiato de Dragon Ball Super, a Toei Animation vem produzindo um anime promocional para divulgação do card game Dragon Ball Heroes, que apesar do enredo fraco, apresenta um bom padrão de qualidade de animação e uma imaginação enorme como tinham os fanzines Dragon Ball AF, porém, na continuidade de Dragon Ball Super, após o arco do Torneio do Poder. Já sobre Dragon Ball Super, estou em dia com o mangá que está indo muito bem, inclusive, num arco focado na Patrulha Galáctica bem interessante e fugindo um pouco dos padrões convencionais da franquia.

A atual temporada de Super Dragon Ball Heroes foca na Patrulha do Tempo em especial no Trunks do Futuro se aliando aos Guerreiros Z contra os Deuses da Destruição a fim de proteger o Pássaro Sagrado. O anime foi interrompido e entrará em hiato por conta da crise do Coronavírus.

9. Fire Force

Me decepcionou bastante, pois tem uma abertura legal e segue um estilo de animação e direção que vem bem na onda de Boku no Hero Academia, apesar de ser realizado por David Production, Fire Force tem um enredo fraco e o protagonista que só não é tão irritante quanto o Asta, de Black Clover, e o Boruto e só não mais ecchi – com apelos sexuais – que Nanatsu no Taizai, o que deixa ele ainda na nona posição. O anime conta sobre um mundo onde pessoas desenvolveram poderes pirotécnicos e existe uma divisão dentro do corpo de bombeiros responsável por lidar com ameaças mutantes.

8. Rising of the Shield Hero

Aproveitei o Crunchyroll para assistir um dos animes que lançou ano passado, o Rising of the Shield Hero, e apesar de eu estar interessado em continuar a ver, o anime me decepcionou um pouco. Parece uma versão piorada de Sword Art Online copiando a fórmula, mas sem a menor ideia de como construir um enredo, mas detém um visual de qualidade realizado pela Kinema Citrus.

Vencedor do Anime Awards 2020 de Melhor Personagem Feminina.

7. Sword Art Online: Alicization

E por falar em Sword Art Online, tenho um misto de opiniões sobre este. Apesar dos alertas, ignorei e caí de cabeça no primeiro arco viciante e apaixonante sobre o VRMMORPG que prende todos os jogadores dentro de sua realidade a fim de que esta se torne a vida deles e quem morre lá dentro, morre no mundo real também. Apesar da trama que, nem tão inovadora, mas que prende bastante, o anime deveria ter dado o fim com o primeiro arco, mas se estragou ao tentar continuar, apresenta uma qualidade fantástica de animação realizada pela A-1 Pictures.

6. Beastars

O mangá que já vem fazendo sucesso há algum tempo finalmente ganhou sua animação que já está disponível na Netflix. Acompanha um universo similar ao de Zootopia em que temos animais antropomórficos substituindo os humanos em variadas posições da sociedade com uma animação 2.5-D do estúdio Orange.

5. Vinland Saga

Lançou ano passado também e ganhou o Anime Awards 2020 de Melhor Drama é Vinland Saga, um anime inspirado nas histórias dos Vikings, especialmente as recontadas por Bernard Cornwell. Particularmente, apesar do visual lindo da Wit Studios, o mesmo de Shingeki no Kyojin – que por sinal, eu adoro – não achei tão interessante a ponto de prender, mas ainda garante a quinta posição.

4. My Hero Academia IV

Apesar de eu considerar que a trama tenha chegado a seu fim com a última chama do Allmight na terceira temporada, Boku no Hero Academia vem mantendo o alto padrão de qualidade do estúdio Bones, mas com um enredo repetitivo. Nesta última temporada, os heróis tem que resgatar uma menina cujo seus poderes estão sendo usados para criar uma droga que elimina os poderes do infectado.

Vencedor do Anime Awards de Herói do Ano em 2017 e 2018, Melhor Personagem Masculino em 2018 e 2019, Melhor Personagem Feminina, Melhor Antagonista, Melhor Anime de Ação, Melhor Abertura e Melhor Animação em 2018 e Melhor Antagonista, Melhor Longa-Metragem e Melhor Cena de Luta em 2019.

3. Demon Slayer

Enquanto isto, roubando os holofotes do Midorya de Boku no Hero Academia, vem Tanjiro de Kimetsu no Yaiba, outro anime que lançou ano passado. Tanjiro é um jovem que encontra sua família assassinada por um demônio e resolve se tornar um caçador de demônios enquanto busca pela cura de sua irmã que foi infectada, mas sobreviveu. O anime vem chamando muita atenção por conta da animação incrível da Ufotable.

Este ganhou o prêmio de Anime do Ano, Melhor Personagem Masculino e Melhor Cena de Luta.

2. The Promised Neverland

No momento estou assistindo – e viciado – em The Promised Neverland. Acho este o anime perfeito pra quem está no limbo de Shingeki no Kyojin, pois também tem o conceito de Mito da Caverna que te deixa agoniado em saber o que existe do lado de fora. A trama conta sobre um orfanato em que as crianças descobrem que não são adotadas ao saírem, mas acontece algo muito pior, dedicam-se então a descobrir como fugir do orfanato, a fim de salvar suas vidas. Realizado pela A-1 Pictures, a mesma de Sword Art Online.

Vencedor do Anime Awards de Melhor Fantasia e Melhor Antagonista.

1. Attack on Titan III

E por falar em Shingeki no Kyojin, aqui tem outro vício meu que entrou em hiato após o fim da terceira temporada que mostrou a Tropa de Exploração dando a volta por cima do golpe da Polícia Militar enquanto revela à humanidade a verdade sobre o mundo além das muralhas. Vem aí a quarta temporada e eu estou em dia com o mangá e inclusive relendo. Falo com tranquilidade: O melhor anime da década.

Muitos podem questionar o título de Melhor Anime da Década que eu dei pro Shingeki no Kyojin por apego ao Fullmetal Alchemist, que é excelente sim, mas da década passada – mesmo o Brotherhood é de 2009, – o que o põe de fora da comparação deixando a competição muito mais suave, mas também tenho algumas ressalvas ainda que põe o Shingeki no Kyojin como melhor mesmo em comparação, ainda que muitos discordem – Na real, acredito que o apego da galera a Fullmetal Alchemist é por ter na Netflix enquanto que Shingeki no Kyojin não tem, o que impede muitos de terem assistido e inclusive terem preconceito.

Com a animação e o visual incrível da Wit Studios que a cada temporada só vem melhorando, foi o Vencedor do Anime Awards de Melhor Abertura em 2019 e de Melhor Direção em 2020.

Lembrando que estes da lista estão entre os que assisti, excluindo assim outros populares como Kaguya-sama, Dr. Stone, Jojo’s, entre outros da temporada.

Sair da versão mobile